4 Conselhos que prometem ajudar quem pretende se mudar durante a quarentena

5 minutos para ler

Os primeiros meses de 2020 certamente foram marcados pelas transformações causadas pela pandemia de Covid-19. De uma hora para outra, precisamos nos adaptar a uma realidade totalmente nova, e até pouco tempo atrás inimaginável. Com isso, muitas pessoas decidiram aproveitar esse período de confinamento para realizar uma mudança e seguir rumo a uma imóvel diferente.

Vários são os fatores que influenciaram esse desejo por mudança, como, por exemplo, a expansão do trabalho em home office, que de acordo com dados do IBGE passou a alcançar 8,9 milhões de brasileiros, enquanto há um ano o total era de 1,2 milhão de pessoas. Esse crescimento do trabalho remoto permite que os profissionais possam se deslocar para cidades menores, longe dos centros urbanos, e continuarem exercendo suas atividades normalmente.

Além disso, a procura por imóveis maiores, mais confortáveis e com áreas externas, como varandas e terraços, que reduzem a sensação de enclausuramento, também vem influenciando o desejo por mudança. Por outro lado, quem teve sua renda mensal reduzida por conta da pandemia pode estar à procura de um imóvel menor, que traga mais economia ao orçamento familiar.

Como você pode perceber, não faltam motivos para realizar uma mudança durante a quarentena, tanto que a busca por esse serviço na plataforma Habitissimo, que reúne empresas de diversos setores, cresceu entre 100 e 139% nos meses de abril a junho deste ano, variando conforme o tipo de mudança. Sendo assim, que tal conferir alguns conselhos que podem tornar mais simples a mudança enquanto ainda vivemos os efeitos da pandemia? Confira boas sugestões ao longo deste texto.

  1. Viabilidade da mudança durante a quarentena

Uma das principais dúvidas que costumam atingir quem deseja se mudar neste momento é: posso fazer uma mudança durante a quarentena? A resposta para essa pergunta é sim, não existe nenhuma regra que proíba mudanças durante o período de isolamento social. Porém, vale destacar que, se possível, o ideal é adiar um pouco a mudança para depois da pandemia, principalmente se ela envolver pessoas do grupo de risco, como idosos e portadores de doenças crônicas. Caso o adiamento não seja viável, a dica é tomar todos os cuidados possíveis durante a mudança, como distanciamento social e uso de máscaras por todos os envolvidos.

Foto: habitissimo

  1. Principais recomendações

Nos casos em que a mudança realmente precise ser feita durante a quarentena, existem alguns cuidados importantes que devem ser observados para que ela ocorra com segurança. Além das recomendações apresentadas pelas autoridades de saúde, que orientam o uso de máscaras, lavagem frequente das mãos com água e sabão, uso de álcool em gel 70% e distanciamento social, é importante que a contratação de uma empresa de mudanças seja feita com critério, buscando aquela que adote protocolos de segurança durante a prestação do serviço. O ideal é que os próprios moradores façam a mudança, para evitar o contato com outras pessoas, mas caso isso não seja possível vale a pena fazer uma pesquisa on-line por empresas de mudanças e escolher aquela que ofereça um trabalho seguro e de qualidade.

Foto: habitissimo

  1. Cuidados relacionados aos trabalhadores envolvidos

Quando for de fato necessário contratar uma empresa de mudanças, é fundamental ficar atento aos cuidados a serem tomados durante o período em que os trabalhadores estiverem no imóvel realizando o serviço. Conforme já destacamos, o uso de máscaras é essencial, assim como o distanciamento mínimo entre as pessoas. Além disso, os objetos e superfícies devem ser higienizados com frequência, dispensando atenção especial aos locais que costumam ser mais tocados, como maçanetas, interruptores e corrimãos, e os ambientes devem ser mantidos bem ventilados.. Normalmente a empresa contratada se encarrega de fornecer as caixas para embalagem dos objetos, mas caso esse item não faça parte do serviço certifique-se de providenciar caixas novas e deixá-las organizadas para que os profissionais possam carregá-las com facilidade.

Foto: habitissimo

  1. Contato com síndico e vizinhos

É importante lembrar que a mudança não afeta somente os moradores do imóvel, ela irá impactar também na rotina daqueles que moram próximos ao local. Por esse motivo, é fundamental avisar os vizinhos com antecedência a data em que a mudança será realizada, pois dessa forma eles poderão evitar circular pelas áreas comuns enquanto os profissionais estiverem carregando os objetos. Para quem mora em um condomínio ou pretende se mudar para algum é necessário conversar também com o síndico para se orientar sobre as recomendações a serem seguidas. Observando todos esses pontos, a mudança durante a quarentena poderá ser feita de forma mais tranquila e segura.

Foto: habitissimo

contato whatsPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

-
Open chat