4 dicas para você evitar golpes imobiliários

golpes imobiliários
4 minutos para ler

Fazer investimentos em imóveis pode ser uma ótima opção para as suas finanças, mas é preciso ir além de escolher a melhor oportunidade. Para impedir transtornos e prejuízos, é fundamental evitar golpes imobiliários, os quais podem comprometer tudo o que você tinha para aplicar.

Se não quiser passar por isso, conheça e aplique essas 4 ótimas dicas para proteger seu patrimônio e garantir o melhor investimento possível. Confira:

1. Sempre leia antes de assinar

O contrato é o responsável por definir os termos da transação. Tanto em relações de compra e venda quanto de locação, é esse elemento que determina quais são as condições nas quais todo o processo acontece, os valores, as datas, as obrigações e os direitos.

Porém, um golpe imobiliário pode te forçar a assinar um compromisso de compra e venda, sem que você saiba disso. Com isso, se não for comprar o imóvel, vai precisar pagar uma penalidade.

Letras miúdas também podem impor condições adversas, tais quais a demora até a mudança, taxas extras e diversas dores de cabeça. Tudo isso pode ser evitado com uma leitura atenta antes de colocar sua assinatura. Se tiver dúvidas, repasse o documento até possuir segurança a respeito da assinatura.

2. Conheça os golpes mais comuns

Dentro do mercado imobiliário, alguns golpes são muito comuns e, conhecendo-os previamente, fica fácil evitá-los. Em imóveis na planta, pode acontecer de um representante fazer a venda sem indicar a localização exata ou ao dar uma locação inexistente.

Também há questões ligadas à falsificação de documentação, como quando quem não é o proprietário vende o imóvel ou quando ele é oferecido a várias pessoas diferentes.

O que também é muito comum é o do falso corretor. Ele pode se mostrar interessado pelo local, fazer uma cópia da chave e, tendo livre acesso, levar outras pessoas para conhecer o imóvel — tudo isso sem a sua autorização.

Há, ainda, várias outras técnicas, como inadimplentes que repassam o imóvel para que terceiros vendam ou que fazem a transação sem autorização do cônjuge ou outros responsáveis.

A melhor forma de lidar com isso é suspeitar de qualquer movimentação que pareça fora do tom. Em caso de dúvidas, vá direto à fonte.

Busque a documentação nos cartórios e as certidões negativas do imóvel pronto ou exija conhecer a obra do que ainda estiver na planta para não ser passado para trás.

3. Desconfie de ofertas irreais

Se uma oferta parece boa demais para ser verdade, provavelmente se trata de um dos golpes imobiliários. Imóveis descritos como de alto padrão vendidos por preços muito abaixo do mercado, por exemplo, normalmente não possuem documentação completa ou fazem parte de alguma disputa judicial.

A exigência de um sinal para reservar o imóvel dito como concorrido também é outra forma de golpe, assim como condições que não são condizentes com a realidade. Por isso, desconfie de situações extremamente vantajosas antes de aplicar dinheiro ou assinar qualquer documento.

4. Conte com uma imobiliária de confiança

Ter a ajuda de uma imobiliária durante o processo diminui os riscos de cair em um golpe. Com uma equipe preparada e com processos seguros, o empreendimento favorece o investimento sem problemas.

Porém, há muitas que são apenas de fachada e se aproveitam dessa confiança para aplicar golpes imobiliários. Por isso, o ideal é buscar uma empresa de confiança, que esteja há anos no mercado e que garanta total segurança.

Ao ter essas dicas em mente, vai ser fácil evitar os golpes imobiliários, de modo que o seu dinheiro seja aplicado corretamente. Esse post foi útil para você? Comente e compartilhe!

contato whats
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

-