Quais documentos você precisa ter em mãos para alugar um imóvel?

alugar um imóvel
7 minutos para ler

Alugar um imóvel é um trâmite burocrático e que exige diversos documentos de modo a comprovar todos os dados fornecidos pelo locatário. Para auxiliar nesse processo, preparamos uma lista com toda a documentação que deve ser apresentada junto à imobiliária antes de receber as chaves.

Junto com os documentos dessa lista, ressaltamos que as imobiliárias também exigirão que você apresente uma ficha cadastral devidamente preenchida e assinada antes de fechar negócio. Sendo assim, solicite-a previamente na imobiliária.

Buscando facilitar o processo para o cliente, a Imobiliária Panorama oferece a opção de realizar o cadastro por meio deste link, tudo de maneira rápida, segura e sem sair de casa.

Mas afinal, quais são os documentos necessários para alugar um imóvel? Separamos uma lista com informações importantes para você neste post. Confira!

Locador do imóvel

Vamos começar pelos documentos necessários para o proprietário do imóvel, para realização do contrato é preciso comprovar algumas informações importantes, são elas:

  • comprovante de propriedade do imóvel;
  • documentos de identificação – RG e CPF para pessoa física e contrato social e designação dos poderes legais para pessoas jurídicas.

Pessoa Física

Se você fará o contrato como pessoa física, precisará de:

  • documento de identidade (RG) e CPF;
  • comprovante de sua residência atual (pode ser uma conta de água ou luz, por exemplo);
  • comprovante de renda atualizado e que tenha valor mínimo igual ou superior a 3 vezes o valor do aluguel (aqui podem ser utilizados carteira de trabalho, declaração do IR ou contracheque de salário, por exemplo).

Pessoa Jurídica

Se você fará o contrato como pessoa jurídica, precisará de:

  • documento de identidade (RG) e CPF de todos os representantes legais da empresa;
  • Contrato Social da empresa com todas as alterações;
  • procuração que empodere algum representante legal da empresa que não conste no Contrato Social;
  • Cartão do Cadastro Geral de Contribuintes (CGC) e Cartão de Inscrição Estadual ou Municipal;
  • balanço patrimonial referente aos dois últimos exercícios fiscais e balancete recente da empresa.

Comprovação de renda

Os documentos referentes à comprovação de renda dependem do valor do aluguel e do tipo de situação de emprego. Confira a lista:

  • profissionais autônomos ou liberais — é preciso apresentar a Declaração Comprobatória de Percepção de rendimentos (Decore) que são assinadas pelo contador (CRC) e contratos de prestação de serviços vigentes;
  • aposentados e pensionistas — comprovantes de rendimentos e/ou benefícios;
  • comerciantes e setor industrial — apresentar o número do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), contrato social da empresa e o Decore assinado pelo contador;
  • trabalhador da economia informal — precisa de uma declaração de vínculo com sindicato de trabalho da classe à qual pertence.

Fiador Pessoa Física

Se o fiador se tratar de pessoa física, precisará de:

  • documento de identidade (RG) e CPF;
  • se o fiador for casado, também deverá apresentar os mesmos documentos acima do cônjuge, além da certidão de casamento (caso o fiador seja divorciado ou viúvo, deverá ser apresentada Certidão de Casamento com a devida averbação);
  • comprovante de residência;
  • comprovante de renda atualizado e que tenha valor mínimo igual ou superior a 3 vezes o valor do aluguel;
  • como o fiador deve ser proprietário de algum imóvel, também devem ser apresentados Certidão de Ônus Reais e cópia do último IPTU deste imóvel;
  • ficha de cadastro da imobiliária devidamente preenchida (como já informado no início do texto).

Fiador Pessoa Jurídica

Se o fiador se tratar de pessoa jurídica, precisará de:

  • documento de Identidade (RG) e CPF de todos os representantes legais da empresa;
  • Contrato Social da empresa com todas as alterações (deve-se verificar previamente se o Contrato Social da empresa permite a possibilidade da mesma conceder fiança);
  • procuração que empodere algum representante legal da empresa que não conste no Contrato Social;
  • Cartão do Cadastro Geral de Contribuintes (CGC) e Cartão de Inscrição Estadual o Municipal;
  • balanço patrimonial referente aos dois últimos exercícios fiscais e balancete recente da empresa.

Nesse caso, vale ressaltar que os documentos acima são apenas aqueles obrigatórios e mais comumente solicitados. Sendo assim, alguma imobiliária poderá solicitar algo que não consta em nossa lista.

Por fim, se houver problemas para que você consiga obter algum fiador e alugar um imóvel, existem opções alternativas, como o seguro fiança ou título de capitalização, entre outros.

Outras opções de fiador

Seguro fiança

Seguradoras e instituições financeiras oferecem o serviço de seguro fiança para substituir a necessidade de apresentar um fiador. Em média, o valor dessa apólice é de dois aluguéis, para que a empresa assuma os riscos pelo seu contrato de locação.

Carta fiança

É uma carta que uma empresa ou pessoa física assume voluntariamente a responsabilização pela quitação dos valores de possíveis débitos relativos ao aluguel.

Título de capitalização

É possível apresentar títulos de capitalização como garantia de pagamento. O valor é equivalente aos 12 meses de aluguel.

Cessão Fiduciária

Consiste no depósito do valor referente a 12 meses de aluguel, somados os encargos. Ao final do contrato, esse valor poderá ser recuperado pelo locatário, caso não haja danos no imóvel ou inadimplência.

Caução Hipotecária

Para o locatário que não tem fiador, é possível apresentar um imóvel de sua propriedade como garantia de depósito para a locação. A documentação do bem deverá ser entregue para ser analisada a sua veracidade.

Uma opção consiste no pagamento de um valor que gira em torno de 3 vezes o valor do aluguel mais impostos e que pode ou não ser devolvido ao final do contrato de locação, dependendo da imobiliária envolvida e do tipo de contrato firmado.

Já uma segunda opção se trata do pagamento de um valor que gira em torno de 10 vezes o valor do aluguel mais impostos e que ao final poderá ser resgatado com correção monetária.

Imobiliária

Para ter mais segurança na negociação, é fundamental contar com o apoio de profissionais especializados que podem ajudar o proprietário na definição de valores. Para os locatários, a imobiliária auxilia na busca pelo imóvel ideal, diante das condições financeiras do cliente.

Os proprietários de imóveis estão cada vez mais procurando as imobiliárias para colocar os seus bens para locação. Os encargos são baixos em relação aos prejuízos que maus inquilinos podem causar ao imóvel, mesmo com um contrato assinado.

De contrapartida, para quem está buscando um imóvel para alugar, contar com o apoio de uma boa imobiliária e seus corretores é uma excelente opção. Na questão burocrática, os profissionais podem auxiliar muito na hora de fechar um negócio, pois conhecem o mercado e conseguem negociar os valores.

Como a negociação direta de locação de imóveis oferece riscos, contar com o conhecimento de mercado e as garantias de contrato oferecidas pela imobiliária pode ser a melhor opção na hora de fechar um contrato de aluguel.

Então, gostou deste post sobre os documentos necessários para alugar um imóvel? Que tal aproveitar a visita em nosso blog para assinar a nossa newsletter? Assim você receberá informações atualizadas direto na sua caixa de entrada.

contato whatsPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

-
Open chat