Contrato de aluguel: o que pode, o que não pode, e outras dúvidas

contrato de aluguel
4 minutos para ler

Encontrar um imóvel para alugar não é tarefa fácil. Depois de pesquisar e achar a moradia ideal, chega o momento de assinar o contrato de aluguel, e é nessa hora, em meio a cláusulas e taxas, que muitas dúvidas começam a surgir.

Neste artigo, nós solucionamos algumas das principais dúvidas que você pode ter sobre contratos de aluguel. A maioria das respostas pode ser encontrada na Lei nº 8245/91, também conhecida como Lei do Inquilinato, mas ter o suporte de uma imobiliária isenta durante o processo também contribui bastante para que você não caia em nenhuma armadilha.

Confira abaixo a nossa seleção sobre o que pode e o que não pode ser exigido em um contrato de aluguel.

Quais garantias podem ser exigidas pelo locador?

Na hora de alugar o imóvel, é comum que o locador exija do inquilino alguma das garantias existentes em lei. São elas:

Caução

Nesta garantia, o proprietário vai exigir do inquilino o pagamento de um valor antecipado de, no máximo, três meses de aluguel. Essa quantia deve ser depositada em poupança e devolvida, integralmente e com rendimentos, ao inquilino ao fim do contrato. A devolução só não acontecerá caso o inquilino não cumpra com o pagamento dos alugueis ou danifique o imóvel.

Fiança

No caso da fiança, você terá que encontrar alguém disposto a ser seu fiador. Essa pessoa deverá ser, comprovadamente, proprietária de um imóvel e poderá ser responsabilizada pelo seu débito caso você não consiga arcar com os valores do aluguel e fique inadimplente.

Seguro fiança

O inquilino contrata esse serviço junto a uma seguradora habilitada. O seguro fiança substitui o fiador, garantindo ao proprietário o recebimento dos aluguéis caso o inquilino não consiga pagar.

Cessão fiduciária

Modalidade menos comum de garantia, a cessão fiduciária funciona como um fundo de investimento que pode ser cedido ao locador em caso de inadimplência.

É importante frisar que o proprietário do imóvel só pode exigir uma garantia do inquilino. Ou seja, se você já fez um seguro fiança, não pode ser obrigado a pagar também a caução para assinar o contrato. O suporte de uma imobiliária pode auxiliá-lo a acordar a garantia que funciona melhor para você e o proprietário.

O valor do condomínio pode ser cobrado como caução?

Não. Muitos proprietários tentam embutir esse valor e cobrar como caução a quantia referente a três alugueis mais três condomínios, mas essa conduta é abusiva e ilegal. O valor da caução está relacionado exclusivamente ao valor dos alugueis.

Vale exigir que imóvel do fiador seja na cidade do imóvel alugado?

Sim. O proprietário até pode aceitar um fiador com imóvel em outro município. Mas, no geral, ele vai preferir um fiador com imóvel na mesma cidade para tornar o processo de cobrança menos oneroso, caso ocorra a inadimplência. E essa preferência é abarcada pela lei.

O contrato pode prever multa por saída antecipada?

Sim. Existem várias modalidades de multas que podem ser previstas em um contrato de aluguel. Por isso, é importante que inquilino e proprietário dialoguem e cheguem a um acerto amigável sobre o tempo de contrato, direitos e deveres das partes.

A multa por saída antecipada do inquilino, antes do fim do contrato, geralmente é calculada em cima do valor do aluguel do imóvel e será proporcional ao tempo de contrato que ainda precisaria ser cumprido.

O que o inquilino precisa pagar?

Além do aluguel, o inquilino será responsável pelo pagamento do valor referente ao condomínio, quando houver, e demais custos ordinários de manutenção do imóvel, como as contas de luz e água.

Mas o proprietário também tem obrigações e terá que arcar com custos extraordinários do imóvel. Nos casos, por exemplo, de um vazamento ou pane elétrica, o proprietário pode ser chamado a arcar com as obras de reparação.

Se você curtiu o nosso artigo, entre em contato conosco para esclarecer outras dúvidas que você possa ter sobre esse processo!

 

lista de documentos

contato whats
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

-