4 erros ao contratar um consórcio de imóveis que você deve evitar

erros ao contratar um consórcio
3 minutos para ler

O consórcio é uma forma popular de aquisição da casa própria no Brasil. Trata-se de uma espécie de poupança em que, a cada mês, o comprador deposita parte do valor necessário para adquirir seu imóvel. 

Porém, são necessários alguns cuidados antes de optar por esta forma de compra de sua casa. Determinados erros ao contratar um consórcio podem ocasionar prejuízos.

consórcio funciona como a reunião de pessoas interessadas em adquirir um bem semelhante. Mensalmente, todos contribuem com determinado valor e um deles recebe o objeto da compra.

Um sorteio define quem será contemplado. Após receber o bem, o comprador segue contribuindo até que todos recebam seus imóveis. Confira a seguir os erros mais comuns aos se ingressar em um consórcio e saiba como evitá-los!

1. Não pesquisar sobre a administradora

O mercado de consórcios no Brasil é regulado e fiscalizado pelo Banco Central, que autoriza o funcionamento das administradores dos grupos. No site do BC é possível verificar quais são elas e prevenir-se contra empresas irregulares.

Além de verificar se a administradora tem autorização para operar, desconfie de propostas excessivamente vantajosas. A empresa pode não ter condições de entregar tudo aquilo que promete e o consorciado fica sujeito a prejuízos e muita dor de cabeça.

2. Atrasar os pagamentos

Os benefícios do consórcio de imóveis, como a ausência de juros na operação, por exemplo, podem cair por terra quando o participante atrasa o pagamento das prestações. Como prejudica todo o grupo, a inadimplência costuma ser punida com multa.

Atrasos reiterados podem ocasionar, inclusive, a exclusão do participante do consórcio. Nesse caso, o dinheiro já pago só pode ser recuperado após a conclusão do grupo. Por isso, é importante realizar um bom planejamento financeiro antes de aderir ao consórcio.

3. Não participar das assembleias

O consórcio é uma modalidade coletiva de negócio. É nas assembleias que se discute o andamento do grupo e das contemplações e se presta contas de toda a operação. Por isso, estar presente nesses encontros é uma das obrigações do consorciado.

Quem não comparece às assembleias termina perdendo informações importantes sobre oportunidades de contemplação e sobre eventuais problemas que o grupo esteja passando. Trata-se de um compromisso importante para quem escolhe essa modalidade de compra de imóveis.

4. Descuidar das taxas

Embora o consórcio seja uma operação sem incidência de juros, há alguns custos que incidem sobre a parcela paga mensalmente. Principalmente a taxa de administração, que remunera a administradora.

Também é comum a cobrança de um fundo de reserva dos cotistas, que pode ser utilizado em algumas ocasiões como  insuficiência de recursos do fundo para cobrir com as obrigações e prêmios. Antes de ingressar em um grupo de consórcio é importante avaliar as taxas para evitar surpresas e imprevistos futuros.

Estes são alguns dos principais erros ao contratar um consórcio para compra da casa própria. Se você deseja adquirir uma casa ou apartamento por meio dessa forma de financiamento, fique atento aos procedimentos para garantir o sucesso da transação.

E se você tem outras dúvidas sobre o funcionamento do consórcio, deixe um comentário aqui no post e compartilhe conosco!

contato whatsPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

-
Open chat