5 fatos sobre a Economia da Pesca em Toledo-PR

economia da pesca em Toledo-PR
3 minutos para ler

Toledo, apesar de ser uma jovem cidade, recebe grande destaque por sua qualidade vida, por possuir grandes universidades, por sua economia forte, principalmente relacionada ao maior parque industrial do Oeste do Paraná e por ser reconhecida como a Capital do Agronegócio Paranaense. Quando falamos em agronegócio em Toledo, logo pensamos em suínos e aves, porém uma outra atividade tem surgido nas últimas décadas e vem ganhando espaço no cenário econômico, a Piscicultura, atividade recente, mas que possui um grande potencial de ascensão, não só no município, mas em toda a região. Quer saber um pouco mais sobre os potenciais que Toledo apresenta quanto a produção de peixes? Continue com a gente e descubra os 5 fatos sobre a Economia da Pesca em Toledo-PR. Boa leitura!!!

1- Breve histórico…

Foi na década de 70, que muito timidamente a piscicultura começou a aparecer na região por meio da produção de carpas, porém sem expressão econômica. A partir dos anos 80, tal atividade começou a ser implantada de forma efetiva em Toledo com a criação do Centro de Pesquisa em Aquicultura Ambiental – CPAA, do IAP. Em meados de 90 a atividade ganhou impulso com a instalação de indústrias de ração na região, de unidades de produção de alevinos – principalmente de tilápias – pesque-pague e também de uma unidade de industrialização do filé de tilápia. Com a concessão de subsídios municipais e estadual para a construção de viveiros, as áreas de produção na região ampliaram significativamente.

2- Condições climáticas

Estando entre os 5 fatos sobre a Economia da Pesca em Toledo, o clima na maior parte do ano favorável para produção de peixes, sendo o principal deles a tilápia, porém no inverno, as baixas temperaturas comprometem um pouco produtividade.

3- Dados sobre a produção de alevinos

O estado do Paraná é o 2º maior produtor de peixes e o Maior produtor de tilápia do Brasil. Cerca de 60% VBP e 66% da produção vem da mesorregião Oeste, dos quais parte significativa vem de Toledo e Cascavel. Toledo é o 4° maior produtor de peixes do Estado e tem sua produção baseada em viveiros escavados, possuindo o 1º lugar em tanques escavados para Piscicultura Comercial do Paraná.

4- Incentivo municipal

Foi através do sancionamento da Lei R 12/2013 que foi criado o Programa Piscicultura, onde, as atividades do setor desenvolvidas no Município de Toledo recebem incentivos a produção pesqueira, orientação técnica sobre os viveiros, criação e comercialização do pescado, gerando renda para as famílias rurais.

5- Engenharia de Pesca – UNIOESTE

A graduação em Engenharia de Pesca é ofertada pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná desde 1997 e a partir de então vem cumprindo seu papel no desenvolvimento de ciência e tecnologia, bem como geração de profissionais qualificados para atuarem na área, potencializando o desenvolvimento econômico regional.

Apesar da Suinocultura e da Avicultura serem destaque na economia toledana, a piscicultura também tem sua importante participação. O que achou dos 5 fatos sobre a Economia da Pesca em Toledo? Gostaria de complementar com mais alguma informação relevante? Deixe seu comentário e ajude a enriquecer nossos conteúdos. Quer saber mais sobre Toledo? Quer alugar algum imóvel? Venha até a Imobiliária Panorama, será um prazer atendê-los. Aguardamos sua visita!

contato whatsPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

-