Veja como pagar menos juros no financiamento de imóvel

4 minutos para ler

Investir no mercado imobiliário é uma das escolhas mais certeiras para os brasileiros, tendo em vista que se trata de um dos setores mais valorizados e seguros na nossa variável economia. No entanto, saber como pagar menos juros no financiamento de imóvel pode ser extremamente importante para isso.

Sabemos que muitos bancos e instituições financeiras cobram alíquotas significativas que influenciam bastante o custo efetivo total. Mas vale lembrar que existem diversas maneiras e estratégias para reverter esse cenário.

Quer descobrir como fazer isso? Então, continue lendo este post!

Entenda o financiamento imobiliário

É muito importante entender como o financiamento imobiliário funciona. Em linhas gerais, ele nada mais é do que um empréstimo bancário, em que o cliente solicita um valor para a instituição e, durante alguns anos, paga em prestações mensais, que serão acrescidas de algumas taxas e, principalmente, juros.

Os juros são calculados a partir do saldo devedor e de acordo com a alíquota estipulada em contrato. Eles variam conforme a modalidade do financiamento, o valor de entrada e outras variáveis, que devem ser muito bem observadas, tendo em vista que influenciam o custo efetivo total a ser quitado.

Tente dar uma entrada maior

Antes mesmo de decidir em qual instituição vai fazer o financiamento, é muito importante comparar as taxas e condições de pagamento oferecidas. Para isso, bancos e financeiras oferecem simuladores, que costumam ser bastante precisos e mostram quanto você pagará em cada etapa do processo.

Depois de comparar as opções, uma boa ideia é tentar dar uma boa entrada. Quanto maior ela for, em menos prestações será possível dividir e, consequentemente, haverá uma menor incidência da taxa de juros. Como o saldo a quitar será reduzido, você ganha poder de barganha e também há chance de renegociar o valor em aberto com mais facilidade.

Use o abatimento com o FGTS

Você também tem a opção de sacar o saldo do seu Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para usar no financiamento imobiliário e, com isso, diminuir as taxas de juros. Recentemente, a utilização do fundo foi ampliada e ele pode ser aplicado para propriedades financiadas pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH) e pelo Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI).

Você pode usá-lo tanto para aumentar a entrada como para reduzir as prestações restantes. No entanto, para sacá-lo, será preciso cumprir algumas exigências, como não ser dono de outro imóvel na mesma cidade, ter, pelo menos, três anos de contribuição e estar com os pagamentos em dia.

Faça uma amortização de juros

Você conhece o conceito de amortização? Trata-se de um pagamento gradual ou parcial de um valor maior do que o acordado inicialmente no contrato, solicitado pela própria pessoa que está financiando a propriedade. Ao antecipar determinada quantia, é possível reduzir consideravelmente os juros que incidiriam sobre as parcelas ao longo do tempo.

A grande questão é que, ao amortizar, o saldo em aberto se torna menor, o que também diminui as prestações restantes e, até mesmo, o tempo de quitação. Você pode, inclusive, juntar algum dinheiro enquanto estiver realizando os pagamentos normalmente e, quando achar viável, dirigir-se ao credor e negociar a amortização dos juros.

Como você pôde ver ao longo deste post, existem muitas maneiras diferentes de pagar menos juros no financiamento de imóvel. O mais importante é se programar de maneira adequada e manter os seus pagamentos em dia, de modo a conseguir a melhor negociação possível com o seu credor.

Gostou de aprender como pagar menos juros no financiamento de imóvel? Quer conferir mais artigos relacionados ao setor imobiliário? Então, não deixe de curtir o nosso perfil no Facebook!

contato whats
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

-
Open chat