Fundos de Investimento Imobiliário: o que são e como funcionam?

fundos de investimento imobiliário
4 minutos para ler

Investir em imóveis é o sonho de muitos brasileiros. No entanto, muitos deixam este objetivo de lado ao se depararem com barreiras diversas. Tais como a necessidade de um elevado investimento inicial, alta burocracia, falta de conhecimento avançado no setor, dentre outros.

A boa notícia é que existe uma forma alternativa de entrar neste mercado que não é conhecida por todos: os fundos de investimento imobiliário. Conhece este tipo de aplicação? Sabe como ela funciona? Não? Então continue acompanhando!

O que são Fundos de Investimento Imobiliário

Os Fundos de Investimento Imobiliário (FII) são, basicamente, uma maneira alternativa para quem busca investir no setor, mas não necessariamente está a procura de adquirir um imóvel propriamente dito. Na prática, estes fundos são uma espécie de “condomínio fechado” no qual qualquer pessoa pode adquirir uma cota referente a empreendimentos como shoppings, hospitais, prédios comerciais ou prédios habitacionais, por exemplo.

É possível, ainda, a aquisição de títulos ligados ao setor como Letra de Crédito Imobiliário (LCI), Letra de Crédito Imobiliário Vinculada (LCIV), Letra Hipotecária (LH), Certificado de Recebíveis Imobiliário (CRI), Cédula de Crédito Imobiliário (CCI) ou cotas de um fundo imobiliário já constituído.

Como eles funcionam

Quando um empreendimento imobiliário necessita de aporte financeiro para ser construído, instituições financeiras credenciadas – como bancos ou corretoras – criam um fundo imobiliário dividido em cotas que, somadas, constituem o valor necessário para concretizar o projeto. Essas cotas, porém, não dizem respeito à propriedade de determinado espaço físico dentro deste empreendimento como uma sala ou x metros quadrados, mas sim que você é coproprietário daquele imóvel.

O retorno financeiro deste tipo de investimento pode ocorrer de duas maneiras diferentes: através da valorização de capital ou do recebimento de rendimentos. A primeira opção ocorre quando o preço individual de cada cota aumenta devido a uma maior procura de investidores por este fundo, já a segunda trata-se do recebimento de rendimentos diretamente ligados ao imóvel como locação, arrendamento e alienação.

Por fim, vale ressaltar que estes fundos são integralmente administrados por profissionais da área – é cobrada uma taxa administrativa referente a este serviço – que cuidam de absolutamente todas as questões relacionadas ao imóvel, tornando desnecessário que o investidor possua conhecimento avançado no setor.

Vantagens desse tipo de aplicação  

Os Fundos de Investimento Imobiliário possuem diversas vantagens para seus investidores. Confira as principais:

Acessibilidade

Comprar um imóvel não é barato, os preços facilmente ultrapassam a casa dos 300 mil reais. Entretanto, os pequenos e médios investidores que desejam investir no setor possuem, através destes fundos, uma excelente oportunidade de fazê-lo, pois se pode adquirir uma cota por cerca de R$200,00 – ou até menos.

Benefícios fiscais

O detentor de um imóvel que recebe rendimentos de aluguéis referentes ao mesmo está sujeito à cobrança de IR com alíquota que podem chegar até a 27,5% do valor recebido. Já o FII, por outro lado, possui isenção fiscal total para os rendimentos mensais recebidos por pessoas físicas.

Acesso a imóveis de alta qualidade

Devido ao fracionamento de custos, os investidores de qualquer porte financeiro que aplicam através de um fundo imobiliário possuem a possibilidade de investir em imóveis de altíssima qualidade.

Baixo risco

Utilizando uma simples técnica de diversificação, o investidor pode reduzir seus riscos de maneira significativa ao aplicar em empreendimentos imobiliários dos mais diversos segmentos como indústrias, hotéis, shoppings, imóveis residenciais, dentre outros.

Alta liquidez

Adquirir um imóvel e transformá-lo em dinheiro posteriormente diante de uma necessidade não é algo rápido. Ao adquirir cotas de fundos de investimento imobiliário, porém, a liquidez deste ativo é muito maior, pois estas são diariamente negociadas na bolsa de valores e podem ser facilmente comercializadas dentro dos horários dos pregões.

E aí, gostou de nosso artigo de hoje? Possui interesse em imóveis? Assine nossa newsletter e fique por dentro de diversas notícias, dicas, oportunidades ligadas ao setor imobiliário!

 
contato whats
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

-