A importância da fiscalização de obras

8 minutos para ler

A fiscalização de obras é um trabalho muito importante e que garante a segurança e o bom andamento dos projetos de construção civil.

Inclusive, as construções e reformas de grande porte precisam de muito cuidado e dedicação para que possam ser bonitas visualmente, mas ao mesmo tempo muito seguras.

Tendo em vista essa necessidade, é cada vez maior o número de pessoas que estão interessadas em se aprofundar no trabalho de fiscalização de obras, para garantir que seus projetos estejam seguros, bem construídos e longe de riscos.

Quem realiza essa tarefa é um profissional conhecido como fiscal de obras, que pode atuar em espaços públicos e privados.

Seu papel é identificar irregularidades e se as alterações realizadas no projeto estão dentro do que foi planejado inicialmente.

Quem está pensando em reformar ou construir deve começar a entender como funciona esse trabalho. É dessa forma que fazemos com que nossos projetos sejam aprovados na fiscalização.

Se este é o seu caso, neste artigo, vamos explicar o que é a fiscalização de obras, sua importância, quais são as funções de um fiscal e dar algumas dicas para evitar erros durante a fiscalização. Confira.

Entenda o que é fiscalização de obras

A fiscalização de obras é um trabalho bastante conhecido entre engenheiros e arquitetos, bem como na construção civil em geral. Entender do que se trata é fundamental para evitar que o projeto seja reprovado em algum quesito.

De acordo com o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA), a fiscalização de obra diz respeito à inspeção e controle de uma obra, tanto uma construção quanto uma reforma.

Ela pode ser realizada em vários pontos da obra, como projeto de instalações elétricas e todos os outros que a envolvem.

De acordo com a Lei Federal 8666, é um trabalho técnico especializado que precisa ser feito por um profissional. Ademais, é um processo importante para a sociedade, para que os recursos sejam usados de maneira econômica e eficiente.

A importância da fiscalização de obras

O cronograma de uma obra é um assunto sempre em pauta, visto que ele é importante para evitar transtornos que possam ocorrer enquanto o projeto é executado.

Assim como a fiscalização, também é necessário, principalmente no caso de empreendimentos de custo elevado, ter prazos bem definidos para entrega e objetivos próprios, como no caso de condomínios.

Só que os profissionais responsáveis por esses projetos, que envolvem etapas importantes como serviço de terraplenagem, têm tempo para fazer uma boa gestão da obra, cuidando de todos os seus aspectos, como:

  • Controlar prazos;
  • Falar com fornecedores;
  • Controlar os trabalhos;
  • Armazenar corretamente os materiais;
  • Dentre outros.

É exatamente por causa disso que a fiscalização de obras é tão importante, pois ela garante que todos os profissionais envolvidos possam usufruir de suas vantagens.

Dentre elas, podemos mencionar o aumento da qualidade da obra, redução de custos, maior controle de prazos e, claro, mais segurança ao projeto.

É ela que também garante que a obra siga todos os requisitos e as normas legais, de acordo com as vontades dos clientes, dentro dos procedimentos seguros e, claro, sempre respeitando o orçamento.

Pode funcionar por meio de um sistema para construção, que ainda garante menos impactos ambientais, tornando todo o projeto mais sustentável.

As funções do fiscal de obras

Agora que você já sabe o que é e qual a importância da fiscalização de obras, vamos falar, neste tópico, sobre o profissional responsável por realizar essa tarefa.

O fiscal de obras analisa e corrige falhas que ameaçam ou prejudicam a execução da construção. Ele precisa estar periodicamente no local, desde seu início até o fim, para cumprir as suas funções.

Estas são fazer os registros corretos, as medições e evitar atrasos no cronograma que mencionamos anteriormente.

Em outras palavras, é papel dele controlar todas as práticas físicas e financeiras da obra e, para isso, ele realiza algumas tarefas.

Por exemplo, é ele que vai garantir que as exigências presentes no contrato, como serviços de avaliação imobiliária, sejam cumpridas à risca.

Ele também deve realizar visitas frequentes no canteiro para fazer algumas vistorias, principalmente quando o projeto já está em fase de executar atividades completas, e que exijam mais atenção e responsabilidade.

O fiscal de obras também precisa registrar cada detalhe presente na construção. Isso deve ser feito de modo transparente, para saber o que já foi executado e o que ainda está em atraso.

Quanto aos prazos, por vezes, o fiscal precisará solicitar alguns adiantamentos contratuais para garantir o prazo de entrega do empreendimento.

Veja como funciona a fiscalização

De modo resumido, vamos mostrar, neste tópico, de que maneira é feita a fiscalização de obras. Ela se desenvolve em três etapas, sendo início da fiscalização, desenvolvimento da obra e conclusão do projeto.

Num primeiro momento, o fiscal vai conferir alguns documentos da empresa de construção e reforma para garantir o sucesso do projeto. Isso inclui:

  • Informações do contrato;
  • Cronograma financeiro e físico;
  • Ordem de serviço;
  • Anotação de responsabilidade técnica.

Durante o desenvolvimento da obra, ele criará registros, conforme as fases forem concluídas. É aqui que se solicita ou não os adiantamentos, bem como que são analisados os riscos de rescisão contratual e outras situações prejudiciais.

Ele também faz exames, testes e ensaios para garantir a qualidade dos processos. Também pode pedir que equipamentos sejam substituídos, bem como ferramentas e técnicas.

Ao final do projeto, ele verifica se está em condições adequadas e aprova os desenhos elaborados. Com isso, autoriza a entrega da obra e emite o Termo de Recebimento Provisório.

Há um prazo de 90 dias para que qualquer divergência seja devidamente corrigida. Feito isso, ou seja, tendo todos os detalhes da construção corretamente alinhados, o fiscal da obra fará uma nova vistoria.

Se tudo estiver como esperado, então, sim, ele poderá emitir o Termo de Recebimento Definitivo. O que significa que o projeto está em perfeitas condições e adequado às exigências.

Dicas para evitar erros de fiscalização

O bom gerenciamento de obras e sua fiscalização estão longe de serem tarefas simples, pois além de todas as práticas que garantem o bom andamento da construção, existem práticas que evitam que o empreendimento seja barrado.

Para evitar os transtornos que essa situação acarreta, existem alguns fatores que devem ser levados em conta, como:

Levantar etapas e custos da obra

É essencial fazer um levantamento de todos os custos e etapas inerentes ao projeto, além de seus prazos e insumos.

Dessa forma, é possível reduzir os riscos e encaminhar todos os processos de maneira mais assertiva. São essas práticas que permitem que o empreendimento seja finalizado com tranquilidade.    

Atualizar as equipes sobre os objetivos

O bom acompanhamento de obras e sua fiscalização também servem para que as equipes estejam sempre bem informadas acerca dos objetivos.

Se cada profissional sabe com clareza qual o seu papel no canteiro, compreende melhor suas metas, aumenta o foco, evita falhas e melhora o seu desempenho.

Garantir os suprimentos

Uma obra que esteja parada por falta de materiais acaba perdendo tempo e isso não é nada bom. Para evitar que os processos sofram atrasos é fundamental se organizar e fazer com que a equipe técnica aprove os produtos necessários o mais rápido possível.

Para que esse processo seja otimizado, uma boa dica é investir em um canal de comunicação eficiente entre os que são responsáveis pelos suprimentos que o empreendimento precisa durante sua execução.

Essa postura é muito comum entre as melhores empreiteiras de obras corporativas. Elas trabalham com sistemas, softwares e canais de comunicação que permitem a troca de informações rápidas entre todos os envolvidos.

Por exemplo, os engenheiros podem se comunicar rapidamente com a equipe de profissionais de compras, garantindo todos os materiais necessários para o bom andamento da construção.

Conhecer os riscos

É essencial estudar e conhecer bem os riscos que podem impactar de maneira negativa o bom andamento do projeto.

Esses problemas podem causar danos e, ao serem identificados, medidas rápidas e eficientes devem ser tomadas para resolvê-los.

Conclusão

Agora você já sabe o que é a fiscalização de obras, sua importância, como é feita, por quem é feita e como fazer para evitar que seu empreendimento seja barrado.

Esse trabalho é muito importante para assegurar que as construções sejam seguras para o uso. Imagine, por exemplo, um edifício ser construído sem nenhum tipo de fiscalização. Pode ser perigoso, não é mesmo?

Os riscos podem ser danosos tanto para quem trabalha na obra quanto para quem vai usufruir dela mais tarde. Daí a importância de uma boa fiscalização para garantir que tudo esteja dentro dos conformes.

Neste artigo, você obteve todas as informações necessárias para entender um pouco mais sobre o assunto, e garantir a boa execução de seu projeto.  

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

contato whats
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

-