Conheça os principais tipos de vagas de garagem em condomínio

3 minutos para ler

Viver com vizinhos no mesmo ambiente pode ser uma tarefa bem complexa para boa parte das pessoas, não é mesmo? No entanto, o desafio costuma ser maior quando não há muito espaço sobrando para os carros e motos. Pensando nisso, preparamos um post mostrando quais são os principais tipos de vagas de garagem em condomínio.

Logicamente, cada lugar lida de maneiras diferentes com a questão, dependendo do número de moradores, da quantidade de veículos e, principalmente, da metragem disponível. Conhecer as diferentes opções disponíveis, portanto, ajuda a evitar problemas e até mesmo a buscar novas soluções. Confira!

Vaga autônoma

As vagas autônomas são bem comuns no mercado imobiliário atual e, por serem separadas da planta do imóvel propriamente dito, podem até mesmo ser negociadas. Nos maiores centros urbanos, não é raro que os proprietários aluguem o espaço para terceiros, eventualmente por um bom dinheiro, desde que isso seja permitido na convenção condominial.

Vaga vinculada

Já as vagas vinculadas contam com uma diferença bastante significativa em relação às vagas autônomas, exatamente por serem intrinsecamente ligadas ao imóvel. Isso quer dizer que as duas propriedades são escrituradas juntas e, assim, que não poderão ser negociadas de forma independente, salvo para aluguel temporário, se a convenção permitir.

Vaga rotativa

Podemos dizer que as vagas rotativas são uma das principais causas de discussões e até brigas entre vizinhos em um condomínio fechado. Como o próprio nome já diz, os espaços indeterminados e designados temporariamente, usualmente por sorteio. Esse revezamento pode não contemplar todas as unidades, causando sérios transtornos aos moradores.

Vaga presa

As vagas presas são outra causa de transtornos e discussões entre vizinhos. Isso ocorre porque elas prendem os outros carros, pois atrela a parada de dois ou mais carros de uma vez. Não é nada agradável, ao sair para o trabalho ou apenas desejar dar uma volta, ter que pedir para o vizinho movimentar o automóvel, não é mesmo?

Vaga paralela

Muitas vezes, os engenheiros e arquitetos que desenvolvem projetos para condomínios conseguem encaixar as vagas com maior facilidade quando a área de terreno do empreendimento é grande. Nesse contexto, surgiram as vagas paralelas, nas quais os carros param uns ao lado dos outros, juntos à via de passagem. É geralmente o tipo de vaga mais fácil de estacionar e o sonho de todo morador.

PNE/PPD

Os termos PPD e PNE se tornaram muito comuns nos últimos tempos e correspondem, respectivamente, as pessoas portadoras de necessidades especiais e com deficiência. Uma resolução do CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito) determina que 2% do total de vagas de estacionamento sejam destinadas a esse público, além de 5% para idosos.

Depois de conferir nosso conteúdo, você já sabe quais os principais tipos de vagas de garagem em condomínio. Para cada tipo de propriedade existe uma solução diferente e uma delas pode ser a mais adequada para o local onde você mora!

Gostou de aprender quais são os principais tipos de vagas de garagem em condomínio? Quer conferir mais artigos como este inteiramente grátis? Então, não perca mais tempo e assine logo a nossa newsletter!

contato whats
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

-