5 coisas que todo universitário de mudança precisa saber

4 minutos para ler

Entrar em uma universidade marca o fim de um ciclo e início de outro — não é apenas o fim do Ensino Médio, mas também o começo de uma nova vida. Para quem sai da casa dos pais, morar em outra cidade pode gerar grandes mudanças, como ganho de mais responsabilidades, a independência e a necessidade de “se virar sozinho”.

Essa mudança pode parecer desgastante no início, mas com um bom planejamento a transição pode ser bem suave. Pensando nisso, separamos 5 dicas que vão ajudar você, universitário, nesse grande momento de sua vida. Confira!

1. Leve apenas o necessário

A mudança propriamente dita pode ser um pouco difícil, e para quem está saindo da casa dos pais ou se mudando de outro local, economizar para outras necessidades é importante.
Assim, um dos segredos para fazer desse processo o mais tranquilo e barato possível é priorizar os itens a serem levados.

Não adianta querer levar todo o seu guarda-roupas e todos o seus objetos e itens pessoais: primeiro porque eles podem não ter espaço no novo ambiente, segundo porque quanto menos coisas, mais em conta será o frete. Leve apenas o necessário!

2. Seja um universitário consciente e pense na localização

Ao entrar na faculdade você vai perceber que fazer novas amizades, se divertir em festas e participar de algumas atividades sociais é fundamental, mas também não deve se esquecer que desenvolver bons hábitos de estudo também é essencial.

Para isso, pensar na localização de onde você irá morar é importante. Você deve ter consciência de que morar perto de grandes centros pode facilitar muito, mas, geralmente, isso vem acompanhado de muito barulho e movimento, o que pode acabar atrapalhando. Assim, optar por um lugar próximo à universidade e que atenda às pequenas necessidades como farmácias, restaurantes, padarias e mercados é o ideal.

3. Não deixe tudo para a última hora

Muitos estudantes só começam a se preocupar em achar um lugar para morar após a divulgação das listas de aprovados, o que acaba gerando muitas frustrações nessa fase tão importante da vida de um universitário.

A procura por kitnets ou pequenos apartamentos aumenta muito entre dezembro e fevereiro (período comum de aprovações) e isso pode diminuir a disponibilidade de lugares que atendam às suas expectativas. Portanto, comece a pesquisar sobre possíveis moradias o quanto antes e providencie os documentos necessários para o aluguel ou compra do imóvel também com certa antecedência, pois isso evitará muitas dores de cabeça e facilitará o processo.

4. Defina seus objetivos

Com esse período de transição muita coisa acontece ao mesmo tempo: matrícula, frete, morar sozinho, etc. E no meio de tanta informação, pode ficar difícil definir claramente quais são seus objetivos em uma moradia.

Olhe calmamente para a sua personalidade e hábitos. Se você é do tipo que prefere estar entre amigos e conviver com uma quantidade maior de pessoas, fundar uma república pode ser uma ótima escolha. Nesse caso, optar por uma casa é a melhor solução.

Porém, se você já prefere uma privacidade maior e opta por morar sozinho, um apartamento pequeno ou uma kitnet são os mais indicados.

5. Procure uma imobiliária idônea

Outro ponto importante antes de fechar qualquer negócio é procurar saber sobre os serviços e credibilidade das imobiliárias, do contrário, você pode acabar metendo os pés pelas mãos.

O processo de alugar ou comprar um imóvel tem suas burocracias, mas contar com uma empresa que possibilite a visualização das residências online, o cadastramento e preenchimentos dos formulários pela internet e assinatura de contrato remota, como a Imobiliária Panorama, é uma mão na roda!

Ser estudante universitário é uma das melhores fases da vida, em que criam-se ideais, grandes laços de amizade são formados e inicia-se uma carreira promissora. Assim, poder contar com um ambiente confortável que propicie todos esses bons momentos tem o seu valor.

Esperamos que essas dicas te ajudem nesse processo de mudança e que tudo seja o mais tranquilo possível. Se você tem alguma dúvida ou outra dica, não deixe de comentar abaixo, esperamos por sua opinião!

contato whats
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

-