Conheça 5 critérios usados no laudo técnico de avaliação de imóveis

7 minutos para ler

O laudo técnico de avaliação de imóveis é um documento cujo objetivo é identificar o preço real do bem no mercado imobiliário. Essa análise é fundamental não apenas em processos de compra e venda, como também em casos de reajustes de aluguel, ações judiciais, contestação de IPTU e outras situações.

Ele deve ser realizado por corretores de imóveis, arquitetos ou engenheiros. Para isso, utilizam critérios determinados pela NBR 14653, da ABNT — Associação Brasileira de Normas Técnicas. Quer saber o que é levado em consideração pelo profissional na hora de elaborar o laudo? Acompanhe o post e conheça os 5 principais!

O que é o laudo de avaliação de imóveis?

O laudo de avaliação de imóveis é um documento emitido por um avaliador profissional ou uma empresa especializada com o intuito de estipular o verdadeiro valor, de acordo com o mercado do momento, de uma casa, apartamento ou propriedade em geral. Ele pode ser empregado tanto para unidades residenciais quanto para comerciais.

Como a avaliação imobiliária é um processo complexo e dinâmico, existem critérios bem definidos para isso, até para que o relatório sirva de instrumento jurídico, se for o caso. Sendo assim, ele é criado de acordo com as normas e diretrizes de uma série de instituições e órgãos de regulação, como a ABNT, CONFEA-CREA, IBAPE e RICS.

Quais critérios utilizados no laudo de avaliação de imóveis?

Agora que você já está mais familiarizado com o conceito do laudo de avaliação de imóveis e descobriu que ele é feito de acordo com determinadas diretrizes, vamos explicar um pouco melhor quais são alguns dos principais critérios que o profissional que fará a sua elaboração, via de regra, utilizará. Acompanhe.

1. Localização

A localização do imóvel é um dos pontos mais importantes para a sua valorização devido à infraestrutura que oferece aos moradores: segurança, acesso a transporte público, proximidade das principais vias, restaurantes, áreas de lazer, comércio e serviços. Todos esses fatores promovem a qualidade de vida e, por isso, aumentam o valor do metro quadrado.

O desenvolvimento da região também será avaliado, pois é importante pensar sobre a valorização do imóvel com o passar do tempo. Assim, é preciso analisar as perspectivas e planejamento de expansão da área.

2. Acabamento

Outro critério utilizado para realizar o laudo técnico de avaliação do imóvel é o estado de conservação. O profissional verificará detalhes como rachaduras e marcas de infiltrações nas paredes, falhas e desníveis dos azulejos, condições do piso, situação das pinturas internas e externas.

Se houver algum indício de problema, significa que é preciso realizar alguns reparos ou reformas. Como consequência, o imóvel tem seu valor diminuído. Do mesmo modo, um bom acabamento e revestimentos de alta qualidade são responsáveis por aumentar o valor consideravelmente.

3. Documentação

Imóveis com dívidas ou outras irregularidades certamente têm seu valor diminuído. Ao elaborar o laudo técnico de avaliação, o profissional examinará toda a documentação necessária para conferir se está tudo correto, se as taxas e impostos estão quitados e se não há nenhuma pendência relacionada ao inventário, heranças ou outras ações que dificultem ou impossibilitem qualquer negociação financeira.

4. Instalações elétricas e hidráulicas

Os componentes elétricos e hidráulicos são extremamente importantes na estrutura de um imóvel e, por isso, requerem uma inspeção detalhada para a realização do laudo. O profissional analisará as condições de todos os aparelhos e conexões que compõem essas estruturas, tais como:

  • descargas, torneiras e chuveiros;
  • ralos;
  • vazamentos e entupimentos;
  • vazão da água;
  • estado dos cabos e fiações;
  • funcionamento das tomadas e interruptores;
  • amperagem das lâmpadas
  • condições da caixa de força.

5. Fachada

A fachada refere-se aos elementos da parte da frente do imóvel, como:

  • calçamento;
  • portões;
  • grades;
  • janelas;
  • portas, entre outros.

Para serem considerados bem conservados eles não devem apresentar ferrugem, trincas, arranhões nem desníveis. Se o portão é automático, seu funcionamento também será avaliado.

Quando o laudo de avaliação de imóveis é usado?

Você já conheceu o conceito de laudo de avaliação de imóveis e descobriu alguns dos critérios mais relevantes para a sua elaboração. Mas você sabe ao certo quais são as principais situações nas quais esse tipo de documento pode ser utilizado? Continue lendo o conteúdo e veja alguns exemplos.

Ações judiciais

Um dos principais exemplos nos quais o laudo de avaliação de imóveis é usado é quando ocorre alguma ação judicial envolvendo uma propriedade. Isso é muito comum em casos de reintegração de posse ou mesmo em desapropriações, situações nas quais é preciso determinar o valor exato de uma casa, apartamento, loja ou mesmo de terrenos.

Financiamentos

Os financiamentos também são outra causa frequente da solicitação de um laudo de avaliação de imóveis. É o banco ou instituição financeira que exige o documento, para que se tenha a certeza de que o valor da propriedade é condizente com o que está sendo cobrado, e até mesmo para garantir que o local tenha boas condições de habitabilidade, justificando o investimento.

Heranças e divórcios

Algumas vezes, a justiça pode solicitar um laudo de avaliação de imóveis, na figura de juízes, promotores ou mesmo advogados. Ela é utilizada para atestar o real preço de uma propriedade em uma enorme gama de circunstâncias, entre as quais as mais comuns são heranças e divórcios, sobretudo quando houver divergência a respeito do verdadeiro valor do patrimônio.

Gestão patrimonial

Em casos de gestão patrimonial, o laudo de avaliação de imóveis também pode ser necessário a fim de atender uma série de exigências, como as fiscais, por exemplo. Isso pode ocorrer com bastante frequência, principalmente no caso de alguma fusão, dissolução de sociedades ou liquidação de empresas, de forma a identificar o ativo permanente imobilizado.

Que contratempos o laudo de avaliação de imóveis evita?

O laudo de avaliação de imóveis pode ser muito útil para evitar uma série de contratempos. Como dissemos anteriormente, ele atesta o real valor de uma propriedade, e isso pode servir como garantia para que não exista prejuízos financeiros decorrentes da falta de conhecimento do preço de mercado adequado de uma ou mais propriedades.

Dessa forma, as chances de uma negociação equivocada, que causaria prejuízos financeiros, acabam sendo bem menores. O documento também ajuda a conseguir o empréstimo bancário para financiamentos, assim como ajuda a saber a carga tributária adequada de um bem imobiliário e acelera pendências, como divórcios, inventários e assim por diante.

O laudo técnico de avaliação de imóveis é um documento bastante detalhado e leva em consideração diversos critérios. Todo esse cuidado é fundamental para avaliar o valor real de uma propriedade para um objetivo específico, em datas e situações determinadas. Devido à importância, é imprescindível que seja elaborado por uma imobiliária idônea e bem-conceituada no mercado imobiliário.

Para uma avaliação exata, entre em contato conosco agora mesmo para que os profissionais da Imobiliária Panorama possam ajudar você!

contato whats
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

-