Não tem fiador? Saiba como alugar um imóvel

alugar um imóvel fiador
4 minutos para ler

Muitas vezes, na hora de alugar um imóvel, o interessado não consegue encontrar um fiador. Antigamente, isso era um grande problema, porque não havia nenhuma garantia caso o locatário não pagasse o aluguel. No entanto, hoje em dia existem outras formas de assegurar que o proprietário não será prejudicado. Uma das principais delas é o seguro de fiança locatícia. Você já ouviu falar desse seguro? Quer saber mais sobre ele? Então confira o texto que elaboramos para ajudá-lo!

O que é o seguro de fiança locatícia?

O seguro de fiança locatícia serve para substituir a figura do fiador por um método mais prático, garantindo que o locador receba aluguéis e encargos vencidos que não foram pagos pelo inquilino. Por meio desse seguro, o inquilino tem a sua proposta de aluguel aprovada mais rapidamente.

Sua regulamentação se dá por regras específicas, e uma das principais é a Lei do Inquilinato, que estabelece as garantias da locação. Todas as normas desse seguro foram definidas em 2008, pela Resolução nº 202 do CNSP (Conselho Nacional de Seguros Privados).

Como conseguir um seguro de fiança locatícia?

Cada seguradora tem seus próprios critérios de análise, mas como esse seguro envolve uma concessão de crédito, a renda do locatário e seu cadastro são fortes fatores na hora da avaliação. Muitas vezes, a contratação fica mais difícil se o nome do locatário aparecer em algum cadastro de inadimplência, podendo acontecer a recusa do serviço por causa desse agravante. Outro ponto importante que é verificado no cadastro é a ficha de antecedentes criminais. Caso o interessado tenha algum, isso também torna o processo mais complicado. Além disso, para conseguir o seguro de fiança locatícia, é comum que se exija a comprovação de renda de ao menos três vezes acima do valor do aluguel.

Para quem esse tipo de serviço funciona?

Esse é um serviço destinado a pessoas físicas ou jurídicas, que buscam alugar imóveis comerciais, urbanos residenciais e não residenciais, como consultórios ou escritórios, e que não conseguem encontrar um fiador.

Quanto custa esse tipo de seguro?

Devido ao aumento da procura pelo seguro de fiança locatícia, a concorrência entre as seguradoras também subiu, o que proporcionou uma queda dos valores com o passar do tempo. Assim, o custo desse seguro pode variar de uma a três vezes o preço do aluguel. Tudo vai depender do perfil do locatário, das coberturas contratadas e, claro, da seguradora. Outro motivo que pode fazer esse valor oscilar é a análise de crédito do candidato realizada pela própria seguradora.

É comum que esse serviço seja parcelado em quatro vezes, mas algumas seguradoras aceitam parcelar até em 12 meses. Além do mais, o seguro geralmente é contratado para o prazo de um ano, ou pelo período estabelecido para a locação. Ele pode ser renovado sem que obrigatoriamente aconteça uma nova avaliação de cadastro.

Para casos de o seguro fiança ser pago de forma independente do aluguel, o locador tem que solicitar à seguradora ou ao locatário algum comprovante de pagamento. Essa é uma atitude preventiva caso aconteça uma inadimplência por parte do inquilino. Se ele não tiver dinheiro para pagar, o locador terá que arcar com o custo para assegurar a cobertura.

É sempre bom ter em mente que o pagamento do aluguel feito em dia pode trazer descontos na hora de renovar o seguro. Além disso, normalmente as seguradoras fornecem algum tipo de bonificação para aqueles que pagam sem atraso.

O seguro de fiança locatícia é ideal para aquelas pessoas que querem alugar um imóvel, mas não têm um fiador. Você conhece alguém que obteve esse seguro? Tem outra dúvida sobre o assunto? Deixe um comentário e participe dessa conversa!

 

contato whats
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

-
Open chat